Deixa rolar

Você era tão bonita
Tinha meiguice até no falar
Teu corpo tão macio, era gostoso de pegar
Mas deixa rolar, que essa dor tão doida, amanhã não vou nem lembrar

Teu beijo era tão quente, que me fazia delirar
Mas deixa rolar, que essa dor tão doida, amanhã não vou nem lembrar

Nas tuas juras de amor eu acreditei, há, eu acreditei
Mas deixa rolar, que essa dor tão doida, amanhã não vou nem lembrar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>